Parar

Eu queria parar. Queria mesmo parar de fazer tantas coisas. Como num passe de mágica, num balançar do rabo-de-cavalo, eu queria parar. Me fazer parar. Parar o mundo. Parar as bocas. Parar os carros! Todos eles! Parar tudo. E parar de escrever esse texto porque está uma porcaria sem tamanho. Desculpa aí. Parei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s