Óbvio delicioso

Algumas coisas na criação de uma criança são muito óbvias. Vc cria, alimenta, educa, orienta, compra uma série de livros e planeja passeios e viagens que contribuam no bom funcionamento do cérebro e na formação do caráter.

Mas daí o coração de mãe não aguenta quando na mesma noite, num passeio ao shopping, o pequeno de 5 anos solta, em menos de duas horas, duas conclusões simples e inteligentes para a idade dele.

– Vamos gastar até R$ 100, certo? Vc pode comprar uma lembrancinha de até R$ 20. Eu vou usar no máximo R$ 80.
– Mãe, R$ 20 mais R$ 80 dá R$ 100?
– Isso aí, dá sim.
– Então R$ 21 mais R$ 81 dá R$ 102?

Depois, sentado, devorando um mousse de chocolate: “vê, i, vê, o”. vi vo. vivo!
(e assim ele leu na minha frente a primeira palavra que não era uma sigla, tipo DVD, TV, TVA).

Ahhhhhhhhhhhhhhhh, era óbvio que isso ia acontecer, mas é tão bom que aconteceu!

Anúncios

5 pensamentos sobre “Óbvio delicioso

  1. Esses “derretimentos” que a meninada nos faz sentir são sensacionais.

    Em menos de dois dias, meu filhote de sete meses aprendeu a bater palma e se esconder atrás de um paninho qualquer que esteja à mão (e ficar aparecendo para a gente falar “cadê?” – “achou!”).

    O engraçado é que ele ainda não sabe exatamente o timing para usar as habilidades adquiridas: quando está bravo de sono, começa a dar tchauzinho, chamar a gente com a mãozinha e bater palmas – tudo de uma vez só, enquanto o chorinho vai aumentando de gradação 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s