Coincidências demais

A minha vida é cheia de coincidências. Não é uma ou outra, não. São muitas! Principalmente com datas e pessoas. Reencontro gente o tempo todo. É comum pensar em um artista, uma música e descobrir que aquele é o dia do aniversário dele.

Muitos anos atrás, como sempre fazia pelo menos 3 vezes por semana, fui almoçar na casa da minha avó. Cheguei, escrevi na lousa e fui procurar um livro no barracão. Era mais ou menos essa minha rotina lá pelos meus 10, 11 anos. E o barracão tinha esse armário, que já tinho sido da minha casa, ficava no quarto de empregada, do lado de fora da casa. E como não tínhamos uma empregada, era o quartinho da despensa, onde eu brincava de escolinha, onde às vezes tomava café da manhã nas férias e onde ficava ouvindo o rádio da vizinha, que ficava sintonizado o dia todo numa rádio que só tocava Roberto Carlos. O locutor lia as cartas das ouvintes, que sempre tinham uma razão para pedir uma ou outra canção, e então a música tocava. Era um programa bastante interativo e didático. Eu sabia tudo sobre o Roberto Carlos. E sabia tudo sobre a vida daquelas ouvintes, que sempre tinham um caso de amor bonito para contar.

Foi num dia normal desses, de ir almoçar na vó antes de ir para a escola, que passei no armário e peguei um livro com biografias de grandes nomes da história. Era dia 17 de alguma coisa, julho talvez [agora vou olhar no Google para conferir. É 17 de junho de 1604], quando eu abri na pagina do Maurício de Nassau. Eu ainda não tinha estudado sobre ele, mas simplesmente abri o livro na página dele, e era o dia do seu aniversário. Era tanta emoção, tanta felicidade, aqueles sentimentos incríveis que só uma boa coincidência é capaz de proporcionar.

Passei a amar Maurício de Nassau.

Hoje, procurando um livro para comprar para as férias, encontrei a indicação de “Um Dia”, de David Nicholls. Abri o arquivo com o primeiro capítulo, para ler enquanto a manicure fazia as unhas dos meus pés. O livro começa assim:

20110715-105117.jpg

 

Alguma coisa me diz que vou amar este livro.

Anúncios

Um pensamento sobre “Coincidências demais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s